Notícias

Noticias Notícias linha

Previna-se! Carregador de celular comprado na rua pode trazer riscos.

Sobreaquecimento, lentidão no carregamento e até possibilidade de incêndios ou queimaduras. O usuário de um carregador de celular sem certificação dos órgãos reguladores está sujeito a esses riscos, na opinião de especialistas, por afetarem negativamente a bateria do aparelho. Mas o que pouca gente sabe é que a crescente categoria dos carregadores portáteis pode ser até mais perigosa do que os carregadores convencionais.
Conhecido como "power bank"- de procedência duvidosa é semelhante a de eventuais baterias de celular que explodem. Esse dispositivo é normalmente composto de uma bateria interna de íon lítio que, dependendo da carga armazenada e da qualidade do produto, pode causar uma eventual descarga capaz de explodir e causar fogo na mochila ou no bolso.
Os carregadores comuns são na verdade fontes de energia que convertem a corrente da rede elétrica para os valores aceitos pelo smartphone. Essa energia é recebida por um carregador interno do celular, que por sua vez leva a carga à bateria. Seu risco é menor por converter a energia para índices baixos, reduzindo assim riscos de acidentes.

Como as grandes fabricantes já cumprem normas internacionais de segurança e realizam extensos testes para garantir a segurança e eficácia dos carregadores, o consumidor deve mesmo ficar atento se as fabricantes menores fazem o mesmo, lendo as informações nos manuais e informações descritas no próprio carregador.
Já as fontes e carregadores portáteis "de camelô", isto é, sem marca aparente e vendidos de forma ilegal, devem ser sempre evitados.

Confira abaixo, algumas informações importantes antes de comprar um carregador portátil:

1- Prefira marcas conhecidas e fuja dos "piratas"
2 - Priorize o carregador de fábrica do seu aparelho
3 - Selo internacional de qualidade (Um bastante conhecido é o CE, sigla francesa para Conformité Européenne ("Conformidade Européia"), mas há outros de outras regiões do mundo, como FCC e UL (Estados Unidos), CCC e NOM.
4 - Selo da Anatel (O principal selo de certificação dos produtos vendidos no Brasil é o da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações)
5 - Atente aos valores de energia (Se mesmo seguindo as dicas anteriores você quiser ter uma certeza mais técnica, atente às informações técnicas escritas em cada carregador).

post/18bcf70f45a43f1f77fa093d0d048ad9.jpg

Fonte: Uol

Comesp

Informações

Rua Antonieta, 9 - Casa Verde - SP

+55 (11) 3855-4433

teletronica@comesp.com.br

Segunda a Sexta das 08:00 as 18:00 Hrs

Todos os direitos reservados a © Comesp

Facebook Google Plus Twitter